Ação Social do Contestado é declarada de Utilidade Pública Estadual

Conselho Regional de Pastoral tem início com o lançamento das novas Diretrizes da Igreja em Santa Catarina
21 de novembro de 2019
Dom frei Severino Clasen apresenta as Diretrizes da Igreja em Santa Catarina aos seminaristas da filosofia
26 de novembro de 2019

Ação Social do Contestado é declarada de Utilidade Pública Estadual

A Ação Social do Contestado (ASC), de Lebon Régis, recebeu o título de Utilidade Pública Estadual. O reconhecimento como organização civil foi anunciado, no dia 1º de novembro, ao padre Marcio Martins Rosa, diretor da entidade sem fins lucrativos, pelo deputado estadual, Padre Pedro Baldissera. A normativa reconhece os trabalhos prestados pela instituição, autorizando o exercício de projetos sociais no município e em todo território de Santa Catarina.

“Recebemos a visita do padre Pedro, que trouxe em mãos a Lei estadual que reconhece a Ação Social como organização civil de utilidade pública estadual. Para nós foi um momento de muita alegria, uma conquista importante. Já temos o reconhecimento municipal, conquistado em 2017, e agora estadual. Estamos felizes com o fortalecimento e ampliação de nossos trabalhos”, destaca o padre Marcio.

A Ação Social conta com o apoio de diversas instituições: Associação Weiss Scarpa, Paróquia Santo Antônio, Prefeitura de Lebon Régis, conselhos municipais, da Diocese de Caçador e Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (FIESC). “Muitas são as parcerias que fortalecem e formam uma rede de sustentabilidade para a Ação Social. Agradecemos a todos e queremos continuar fazendo a nossa parte, colaborando para o desenvolvimento de nossa região, sobretudo o social para que todas as nossas famílias possam ter vida plena”, completa o padre responsável pela ASC.

RECURSOS: De acordo com o padre Marcio, o padre Pedro apontou a possibilidade da Ação Social obter recursos junto ao governo estadual a partir de emendas parlamentares entre outras possibilidades à ampliação projetos. “Principalmente voltados à agroecologia, agricultura familiar e à formação de nossas crianças e adolescentes. Agradecemos a equipe do padre Pedro e suas assessoras que estiveram conosco e a todos que se empenham para o bem da Ação Social, nossa equipe de colaboradores e trabalhadores”, comemora.

 

Por Mariana Piacentini

Jornalista e escritora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X