Mês da Solidariedade: Conselho Diocesano de Leigos e Pastorais Sociais divulgam vídeos motivando a caridade aos pobres

Diocese de Caçador disponibiliza roteiros para as celebrações de Todos os Santos e Santas e de Finados
27 de outubro de 2020
Relatos missionários: “Decidi que queria servir para ser feliz”, diz irmã Izabete
30 de outubro de 2020

Mês da Solidariedade: Conselho Diocesano de Leigos e Pastorais Sociais divulgam vídeos motivando a caridade aos pobres

De 15 de outubro a 15 de novembro acontece o Mês da Solidariedade, culminando no Dia Mundial do Pobre e na festa de Cristo Rei. O Conselho de Leigos e as Pastorais Sociais da Diocese de Caçador elaboraram uma série de vídeos que fazem parte de campanha ‘Gestos de quem cuida’, motivando ações de solidariedade aos empobrecidos. Os vídeos são postados nas páginas do Facebook da Diocese e do Conselho Diocesano Leigos, além do Youtube da Diocese. Serão dois vídeos semanais até 20 de novembro.

A campanha ‘Gestos de quem cuida’ é uma iniciativa ligada a Ação Emergencial Solidária ‘É tempo de cuidar’, assumida pela Cáritas e Pastorais Sociais, com o objetivo de estimular a solidariedade, a começar pela arrecadação de alimentos e produtos de higiene. A mobilização busca fortalecer as muitas iniciativas solidárias em todo o país, e atender as necessidades das pessoas em vulnerabilidade diante da pandemia da covid-19.

Confira os quatro primeiros vídeos da série:

O primeiro vídeo do Mês Diocesano da Solidariedade incentiva a praticar a caridade com empatia, superando o assistencialismo imediato.

“Mais do que nunca, nós cristãos leigos e leigas somos chamados a solidariedade, especialmente com os mais pobres. Por isso, pergunto a vocês. Como você costuma ajudar os pobres? Você vai além da caridade imediata, procura ter empatia e conhecer mais da vida deles, se inteirar de suas preocupações, de sua necessidades? O Conselho Diocesano de Leigos se compromete com a campanha ‘Gestos de quem cuida’, agora com a temática do Dia Mundial do Pobre. Por isso, eu convido você a olhar mais para quem está necessitando de sua ajuda e não só com ajuda imediata, mas estar próximo, se fazer presente, conhecer, para poder amar e compreender”.

Sandra Elisa Miosso, cristã da Paróquia São Francisco de Assis de Caçador e membro do Conselho Diocesano de Leigos.

O segundo vídeo do Mês da Solidariedade incentiva a prestar atenção aos vizinhos para praticar a caridade com quem mora no meu bairro e passa por dificuldade: doença, falta de alimentos, desemprego e problemas pessoais. O que você já fez ou pode fazer para ajudar?

“Atuo na Cáritas Solidariedade há mais de três anos e como cristã tenho um compromisso de ajudar naquilo que posso os irmãos menos favorecidos. Conhecendo bastante a realidade de Caçador, percebo que têm muitas pessoas na miséria, passando fome, necessitando de quase tudo. Cada dia mais, tenho que me comprometer a ajudar esses irmãos. A Cáritas Solidariedade não deixa ninguém ficar necessitando daquilo que temos para oferecer. Nem sempre conseguimos ajudar todas as comunidades do nosso município, do nosso bairro, mas sempre visitamos as famílias, socorremos um e outro, visitamos doentes, sofrendo nesta época de pandemia. A Cáritas Solidariedade tem um compromisso com a campanha ‘Gestos de quem cuida’ e a temática do Dia Mundial do Pobre não pode ser esquecida”.

Maria Antônia Ferreira, Cáritas Solidariedade.

O terceiro vídeo do Mês da Solidariedade convida a refletir o quanto podemos investir de nosso tempo e de nossa renda mensal para ajudar os pobres e realizar gestos de caridade. Costumo destinar quanto tempo e quanto dinheiro para a superação da pobreza? 

“Mais do que nunca, nós cristãos leigos e leigas somos chamados a viver a solidariedade para com os pobres, pois o tempo de cuidar se estende a eles. Estamos vivendo tempos de pandemia, onde mais do que nunca precisamos estender a mão para com os nossos irmãos necessitados. Façamos uma reflexão quanto ao nosso agir, sendo sal e luz. Quanto poderíamos comprometer da nossa renda mensal e do nosso tempo para realizar ações de caridade na nossa comunidade? Será que poderíamos pensar em constituir nas nossas comunidades, nas nossas paróquias, um fundo específico para atender nossos irmãos e irmãs em situação de pobreza? Diz o papa Francisco: ‘Estender a mão leva a descobrir antes de tudo a quem o faz, que dentro de nós existe a capacidade de realizar gestos que dão sentido à vida’. O Conselho de Leigos da Diocese de Caçador se compromete com a campanha ‘Gestos de quem cuida’ com a temática do Dia Mundial do Pobre”.

Leoberto e Regina, Cristãos Leigos Franciscanos da Congregação de Santa Maria Bernarda, Paróquia Santa Cruz de Canoinhas e membros do Conselho Diocesano de Leigos.

O quarto vídeo do Mês da Solidariedade convida a reconhecer na pessoa idosa o rosto de Cristo pobre. Os idosos têm muito a ensinar. Por isso, não podem ser esquecidos ou excluídos. Cada idoso é avô e avó. Como estender a mão a eles neste tempo de desafiador?

 “Muitas vezes pensamos que os pobres são apenas aqueles que não tem moradia digna ou que não tem um alimento para o seu sustento. Pobre também é o abandonado, é aquele que não tem afeto, que não tem ninguém que o escute, que o respeite e que valorize a sua vida. Pobre é aquele que necessita do olhar do outro, mas um olhar de compaixão, nunca de pena ou dó. Neste sentido, a Pastoral da Pessoa Idosa tem um olhar atento aos idosos visitados. Tem como missão a promoção e a valorização da pessoa idosa em situação de fragilidade, seja por pobreza, abandono ou por terem seus direitos negados. A Pastoral da Pessoa Idosa ainda se compromete com a campanha ‘Gestos de quem cuida’, com a temática do Dia Mundial dos Pobres, seguindo a sugestão do papa Francisco que diz que todo idoso ou idosa, é seu avô e sua avó. Lançamos um gesto de ternura, onde cada um de nós em sua comunidade procure entrar em contato com uma pessoa idosa, através de telefonema, mensagens, ou através de um familiar, ou ainda ir até o portão da casa deste idoso para saber como ele está, ouvir as suas angústias, suas incertezas e queixas. Escutar sempre o que eles têm a nos dizer, pois eles têm muito a nos ensinar”.

Rita Maria Pelegrinello Carneiro, coordenadora diocesana da Pastoral da Pessoa Idosa.

Acesse os links e confira os vídeos completos:

https://www.facebook.com/100921278319883/videos/1331267457220651

https://www.facebook.com/100921278319883/videos/391191648686058

https://www.facebook.com/diocesedecacador/videos/842837109820996

https://www.facebook.com/100921278319883/videos/794416944451815

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X