Você que deseja ser Amigo(a) de Jesus, venha participar conosco!

Dom Severino Clasen é o novo Presidente do Regional Sul 4 da CNBB
1 de junho de 2019
Milhares de fiéis participam da Romaria Diocesana
4 de junho de 2019

Você que deseja ser Amigo(a) de Jesus, venha participar conosco!

Você que deseja ser Amigo(a) de Jesus, venha participar conosco!

Ao discernirmos os caminhos para a ação evangelizadora em nossa Diocese, reconhecemos que precisamos continuamente voltar a Jesus, recomeçar tudo a partir dele (DCE 1). Em tempos marcados por profundas mudanças, reafirmamos nossa alegria de termos sido também encontrados pelo Senhor, de viver esse encontro em comunidade e proporcioná-lo aqueles que também estão à sua procura.  O papa Francisco nos convoca a “uma nova alegria na fé e uma fecundidade evangelizadora” e a “voltar à fonte e recuperar o frescor original do Evangelho”. É preciso converter nossos caminhos ao caminho de Jesus, o que Aparecida chama de “conversão pastoral”. É necessário voltar a Jesus e ao seu Evangelho, pois ele “pode sempre renovar a nossa vida e a nossa comunidade, e a proposta cristã, ainda que atravesse períodos obscuros e fraquezas eclesiais, nunca envelhece” (EG 11).

Buscando ser fiel à missão de anunciar a Boa Nova do Reino, a Diocese de Caçador assumiu, na Assembleia Diocesana do Povo de Deus de 2016, o Projeto Amigos de Jesus. Este projeto tem por objetivo: “Dar um novo impulso missionário criando espaços onde se possa renovar a fé em Jesus crucificado e ressuscitado, compartilhar as próprias questões mais profundas e as preocupações cotidianas, discernir em profundidade e com critérios evangélicos as várias realidades humanas, orientando para o bem e a beleza as próprias opções individuais, comunitárias e sociais.”

Voltar juntos a Jesus

O papa Francisco está abrindo um novo tempo. Um novo estilo de Igreja simples, pobre, humilde, próxima e dialogante, que se preocupa com a felicidade do ser humano. Diz o papa: “Toda a vida de Jesus, sua forma de tratar os pobres, seus gestos, sua coerência, sua generosidade simples e cotidiana e, finalmente, sua total dedicação, tudo é preciso e fala à nossa vida pessoal. Todas as vezes que alguém volta a descobri-lo, convence-se de que é isso mesmo o que os outros precisam.” (EG 265). Devemos voltar ao que é a fonte e origem da Igreja. Deixar que o Deus encarnado em Jesus seja o nosso único Deus.

Segundo o teólogo José Pagola, que inspirou este projeto diocesano, existem três tarefas urgentes para a evangelização: Primeiro, reavivar o espírito profético do movimento de Jesus. Não podemos nos resignar a viver uma religião cristã sem profecia. Segundo: Redescobrir o Reino. É preciso lembrar que o cristianismo existe para construir um mundo mais justo, mais solidário, mais sadio, sinal antecipado do Reino de Deus. E, por fim, recuperar urgentemente a compaixão. Ser compassivo é a única maneira de seguir a Jesus e parecer-se com o Pai. A Igreja somente é capaz de atrair as pessoas se toma a sério o sofrimento das pessoas. 

A constatação de que encontramos uma multidão de batizados mas não devidamente e suficientemente evangelizados (DAp, 286), pede de nós um processo de pastoral que leve a conhecer melhor a Jesus, reavivar nossa adesão total à sua pessoa e segui-lo, colaborando com Ele no projeto humanizador do reino de Deus.    

Amigos de Jesus

O projeto Amigos de Jesus é a resposta pastoral da Diocese de Caçador para esta nova etapa da ação evangelizadora. É a concretização de uma Igreja de tamanho humano, como Jesus fez com seus discípulos (PDP 177). É um espaço privilegiado para a conversão e, consequentemente, para formar discípulos missionários. Guiados por Jesus e alimentando-se do Evangelho, estes grupos buscam reatualizar, na sociedade atual e no seio da Igreja, o encontro com Jesus que os primeiros discípulos e discípulas viveram.  

 Os grupos de Amigos de Jesus não buscam substituir outros grupos e trabalhos eclesiais existentes. Quem já está comprometido continua desenvolvendo suas atividades. O que quer é dar um impulso missionário, reanimando a fé pela força do Evangelho, e recuperar a identidade de discípulos e seguidores de Jesus. Guiados por Jesus e alimentando-se do Evangelho, nossos grupos buscam tornar presente, o encontro com Jesus. 

Organização 

A organização dos grupos de Amigos de Jesus não necessita de uma preparação especial. Basta que um grupo de pessoas queira fazer a experiência de escutar juntos o Evangelho, que estejam dispostos a conhecer melhor Jesus e segui-lo. Os grupos nascem da convicção de que, em qualquer cultura e em qualquer época, Cristo tem força e atração para produzir adesão e seguimento. Eles se constituem sempre tendo como ponto de partida os Evangelhos. Crentes ou não crentes, interessados em conhecer Jesus ou que se sentem atraídos por ele, podem participar. Ele está no coração de todos, despertando a fé e o desejo de uma vida mais digna, humana e fraterna. 

No grupo dos Amigos de Jesus ninguém é superior aos outros. Todos convivem como discípulos e seguidores de Jesus. Em cada encontro é necessário que o grupo tenha um moderador, que assume a função de coordenar e animar discretamente o grupo. Sua missão é garantir que todos participem do dialogo estimulando o clima de amizade, respeito. Fazer que se escute o evangelho ajudando a criar um clima de oração e conversão. O moderador também deve ajudar o grupo a seguir os vários passos da reunião.

Este projeto não se propõe a formar grupos grandes e complexos, mas, sobretudo, pequenos núcleos em torno a doze pessoas. Pode ser um grupo de vizinhos, por proximidade, por afinidade, por grupos específicos como, por exemplo, de professores de uma escola ou de casais, importante é que queiram voltar a Jesus. O local do encontro pode ser a casa de uma família, um local da paróquia ou qualquer outro espaço adequado.

Aos participantes dos grupos se pede dois compromissos: Preparar do melhor modo possível o encontro fazendo a preparação em casa e participar ativamente de cada encontro. Para que o encontro tenha bons frutos, e alcance o seu objetivo, é fundamental que todos se preparem espiritualmente e se proponham a partilhar suas experiências e sua reflexão. O encontro é um momento de crescer enquanto discípulos de Jesus, de se fortalecer, de se animar e de planejar ações e depois realizá-las.

O instrumento fundamental para os grupos “Amigos de Jesus” é a Bíblia. Todos deverão levar sempre aos encontros a sua Bíblia. Poderá ter várias traduções da Bíblia, isso não prejudica, mas enriquece o grupo. Além da Bíblia, estamos oferecendo este subsídio que se propõe a dinamizar os encontros: o livro dos Amigos de Jesus

O livro

O livro para os grupos “Amigos de Jesus” terá vinte temas com dois encontros grupais para cada tema. Terá ainda duas celebrações. Ele será o caminho que vamos percorrer com Jesus no horizonte da fé. O primeiro encontro de cada tema tem como motivação aproximar-se de Jesus. É uma oportunidade de ouvir e conhecer o amigo Jesus. O segundo encontro aproxima Jesus da nossa vida. Oferece espaço para abrirmos o coração ao amigo Jesus e, pelo exercício da conversão pessoal, comprometermo-nos com o projeto do Reino.

Para uma participação ativa e frutuosa nos encontros pede-se uma preparação em casa. Importa reservar um tempo pessoal para colocar-se em contato com o Evangelho. Silenciar, rezar, ler o evangelho, refletir para entender bem o que o Jesus quer comunicar. É a atitude do discípulo que busca captar o que Jesus diz e faz, estabelecendo uma relação profunda com ele e assumindo os valores que Ele comunica, no compromisso com o projeto do Reino.

 Pe. João Claudio Casara

Coordenador Diocesano de Pastoral

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X