Diocese de Caçador celebra o Mês Vocacional e o Dia Diocesano de Oração pelas Vocações

Padres celebram Dia em Arroio Trinta
3 de agosto de 2022
Diocese de Caçador acolhe Joni Cavalheiro como novo padre
9 de agosto de 2022

Diocese de Caçador celebra o Mês Vocacional e o Dia Diocesano de Oração pelas Vocações

 

Todo ano, sempre no mês de agosto, a Igreja Católica celebra no Brasil o mês vocacional. Nesse mês em especial, nos conscientizamos de nossas responsabilidades como cristãos, pois não podemos nos esquecer de que Deus nos chama à vida e à amizade com Ele. Compreender a vocação como um dom é reconhecer que, em todas as circunstâncias, Deus nos chama a viver e realizar seu projeto de amor.

Na Diocese de Caçador, além das celebrações do Mês Vocacional foi definida a celebração do Dia Diocesano de Oração pelas Vocações, todo dia 04 de cada mês, numa proposta de rezar e fazer memória de momentos históricos importantes da caminhada da nossa diocese.

Na abertura do Mês Vocacional, o Serviço de Animação Vocacional da Paróquia Imaculada Conceição de Fraiburgo celebrou a Hora Santa Vocacional na comunidade Bela Vista

O Serviço de Animação Vocacional/Pastoral Vocacional (SAV/PV) é quem está à frente desses trabalhos, com a formação de equipes e a organização das celebrações. Em entrevista, o padre Marlon Malacoski, que atualmente exerce as funções de coordenador diocesano do SAV/PV e também de coordenador nacional do SAV/PV do Brasil, fala sobre as celebrações do Mês Vocacional, sobre o Dia Diocesano de Oração pelas Vocações e sobre a importância das vocações para a vida em comunidade.

1 – Porque agosto é reconhecido no calendário da Igreja Católica no Brasil como o Mês Vocacional e qual o seu objetivo?

O mês vocacional acontece no Brasil há mais de 40 anos. Foi criado para que se pudesse rezar ainda mais intensamente pelas Vocações. Foi escolhido o mês de agosto porque no calendário das celebrações temos o dia do padre: 04 de agosto; o dia do diácono: 10 de agosto; o dia dos pais: 2° domingo de agosto. Em seguida se começou a celebrar a Semana da Família, iniciando no dia dos pais. Em agosto, temos ainda a Assunção de Nossa Senhora, recordando a vocação religiosa, sendo instituída há pouco tempo, a Semana da Vida Religiosa. Por fim, no último final de semana, lembrando a vocação e missão dos leigos/catequistas. Assim, quando o mês de agosto tem cinco domingos, no último domingo é celebrado o Dia do Catequista. Em 2022 o tema do Mês Vocacional é: CRISTO VIVE! SOMOS SUAS TESTEMUNHAS e o lema: “Eu vi o Senhor!”

2 – Na Diocese de Caçador como esse momento será celebrado?

Na Diocese de Caçador temos algumas Equipes Vocacionais Paroquiais: Canoinhas, Três Barras, Major Vieira, Timbó Grande, Fraiburgo. Nesses lugares o Serviço de Animação Vocacional organizou uma programação com momentos celebrativos, formações, momentos devocionais, confraternizações. As demais paróquias dentro da dinâmica da proposta de Ação Vocacional já vivenciada através da Ação Evangelizadora “Cada Comunidade uma Nova Vocação”, também desempenham ações em vista do anúncio e promoção da cultura vocacional.

A diocese De Caçador celebrou com alegria no dia 1º de agosto, a Abertura do Mês Vocacional na Paróquia Santa Cruz de Canoinhas

3 – Como surgiu a ideia de celebrar na Diocese um dia específico de oração todo dia 04 de cada mês? Qual o propósito desse dia?

Durante uma reunião realizada com o Conselho de Formadores da Diocese de Caçador no ano de 2020, definiu-se a proposta de termos um dia em especial ao longo do mês para que toda a diocese pudesse estar em sintonia, rezando por todas as vocações. A data escolhida foi o dia 04 em razão de alguns momentos que marcam nossa caminhada diocesana e como Igreja.  Dia 04 de outubro, celebramos São Francisco de Assis, padroeiro de nossa diocese; dia 04 de dezembro, fazemos memória do nosso saudoso bispo Dom Luis Colussi que faleceu em 04 de dezembro de 1996; dia 04 de agosto celebramos o Dia do Padre; e dia 04 de setembro foi a data de posse do nosso bispo anterior, Dom Severino Clasen.

Nesse dia as paróquias e comunidades podem se reunir para um momento de oração, adoração, terço, leitura orante vocacional, roda de conversa sobre vocação ou enfim, aquilo que for da criatividade em vista de motivar um momento vocacional. Pode ser também um momento na família, na catequese ou em lugares e espaços que forem criativos e convenientes de serem realizados.

4 – Tanto as vocações religiosas, quanto as vocações leigas são fundamentais para a vida em comunidade. Como o senhor percebe esse caminho em nossa Diocese?

Papa Francisco nos adverte através da Exortação Apostólica Cristus Vivit, que o caminho para o despertar vocacional está no acompanhamento vocacional. Na diocese o processo de formação das Equipes Vocacionais Paroquiais estão se tornando um caminho de apoio no processo do discernimento vocacional. Essa caminhada deve ocorrer não apenas em relação ao ministério ordenado e vida religiosa, mas o acompanhamento deve atingir todas as vocações.

5 – Todos somos chamados à vocação através do encontro com Cristo. De que forma as pessoas podem reconhecer, assumir ou até mesmo fortalecer sua vocação?

Em primeiro lugar é preciso deixar germinar a semente da vocação plantada por Deus em nosso coração. Nos aproximamos do início do 3° Ano Vocacional do Brasil que traz como tema: VOCAÇÃO: GRAÇA E MISSÃO e o lema “Corações ardentes, pés a caminho” e objetivo desse Ano Vocacional é o de possibilitar que todas as pessoas possam reconhecer que são vocacionadas e vocacionados, que é necessário se deixar conduzir pela ação divina e também compreender que temos uma grande missão: evangelizar. Evangelizar em todos os ambientes, vivendo com dinamismo e vivacidade o nosso projeto de vida como o grande sentido da nossa caminhada vocacional.

A Paróquia Imaculada Conceição de Fraiburgo celebrou com alegria a Abertura do Mês Vocacional 2022

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X