Diocese de Caçador divulga carta ao Povo de Deus. Decisão é manter a suspensão das atividades religiosas

Catequese em Família – Igreja nas Casas: Roteiro Pentecostes
27 de Maio de 2020
Diocese de Caçador lança roteiro celebrativo para as famílias
4 de junho de 2020

Diocese de Caçador divulga carta ao Povo de Deus. Decisão é manter a suspensão das atividades religiosas

A Diocese de Caçador reuniu na quarta-feira, dia 27, o clero para uma conversa sobre os rumos das celebrações religiosas e atividades diocesanas, paroquiais e pastorais para os próximos dias, levando em consideração a atual situação de avanço do coronavírus. A decisão, de acordo com o bispo diocesano Dom Frei Severino Clasen, foi manter a suspensão das atividades, uma vez que o momento é de alerta, em vista do crescente número de casos confirmados.

Na tarde desta quinta-feira (28), a Diocese emitiu uma carta pastoral ao Povo de Deus, onde explica os motivos envolvidos na decisão e pede que os fiéis tenham fé e solidariedade neste momento, para que quando a pandemia passar as celebrações possam ser retomadas.

Confira a Carta na íntegra:

CARTA PASTORAL

“O início da fé é reconhecer-se necessitado da salvação. Não somos autossuficientes, sozinhos afundamos. Convidemos Jesus para subir no barco da nossa vida. Com Ele a bordo experimentaremos, como os discípulos, que não há naufrágio e sim força de Deus. (…)
Ele serena nossas tempestades. Com Deus a vida não morre jamais”.
Papa Francisco

Ao Clero e aos Fiéis da Diocese de Caçador

Saúde e Paz!

Como Igreja Diocesana estamos acompanhando com atenção e zelo a evolução da pandemia do Covid-19. Percebemos a gravidade desta realidade atípica que nos tomou de surpresa, furtando nossa rotina e exigindo uma nova postura e uma nova prática pastoral. Em alguns municípios de nossa Diocese o momento é de alerta, em vista do crescimento dos casos confirmados.

Compartilhamos a angústia e o sofrimento de não podermos estar mais junto com o povo, de vermos limitados nossos espaços de atuação e os momentos de fé, de afeto e de convivência. Nossa vida comunitária, de repente, nos foi tirada. Abraçando esta cruz que nos é imposta, acolhemos as contrariedades que ela nos traz, e apreendemos a despertar a graça que habita em cada um de nós e viver com solicitude a fé pascal.

Muito embora tudo isso esteja acontecendo, nos revigoramos com o testemunho de fé e de criativo empenho dos padres em ampliar/ estender ações de evangelização nos espaços virtuais manifestando sua proximidade e dedicação ao povo de Deus. Nos anima e fortalece os inúmeros exemplos de fé e oração partilhados em família, de gestos de solidariedade, de entreajuda, que nesta situação de provação, desperta a caridade para um tempo de cuidar.

Reconhecendo o desejo de novamente nos encontrarmos em nossas comunidades, também buscamos agir com responsabilidade diante dos riscos atuais. Que o distanciamento social que hoje precisamos manter fortaleça ainda mais o desejo de nos encontrarmos quando tudo isso passar!

Por isso, em reunião com os padres de nossa Diocese, entendemos por bem permanecer com as celebrações sem a presença da comunidade reunida. Em momento oportuno, com segurança, retomaremos as celebrações e demais atividades evangelizadoras. Continuemos exercendo a criatividade que nos foi despertada como um dom para este novo tempo que a Igreja e o mundo todo estão vivendo.

Confiemos nossa Diocese à intercessão materna de Nossa Senhora de Fátima, Mãe dos Pobres. Ela é nossa Mãe e não abandona os filhos que recorrem à sua proteção. Suplicamos a intercessão de São Francisco de Assis, nosso padroeiro, neste momento de provação, para que nos ajude com o discernimento necessário. Que juntos possamos tomar acertadas decisões para o bem de todo o Povo de Deus!

Dom Frei Severino Clasen, ofm

Bispo Diocesano de Caçador

 

Confira a Carta em PDF aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X