Diocese de Caçador emite nota sobre volta às atividades: “O isolamento social é o que melhor irá conter a propagação do vírus”

Roteiros para a Semana Santa em Família
Roteiros de oração para Domingo de Ramos e Tríduo Pascal
4 de abril de 2020
Bispos de Santa Catarina lançam nota sobre a Portaria 254 do Governo do Estado
22 de abril de 2020

Diocese de Caçador emite nota sobre volta às atividades: “O isolamento social é o que melhor irá conter a propagação do vírus”

 

A Diocese de Caçador, através do bispo diocesano Dom Frei Severino Clasen, emitiu no final da tarde desta segunda-feira (13) uma nota com relação ao retorno às atividades das secretarias paroquiais e do Secretariado Diocesano de Pastoral.

A decisão vai na contramão das atividades comerciais que voltaram a atender hoje. O único e principal objetivo é proteger vidas, uma vez que sabemos que a pandemia não está controlada.

Confira a nota na íntegra:

Queridos padres e demais membros da Igreja Católica Apostólica Romana, paz e bem!
Considerando as orientações da Organização Mundial da Saúde e as sugestões da CNBB, as secretarias
paroquiais e o Secretariado Diocesano de Pastoral não estarão atendendo ao público até que se
comunique em contrário. Pedimos sua compreensão.
A decisão não é fácil, pois a situação é complexa. A pandemia não está controlada. O relaxamento das
medidas de isolamento social que está sendo adotado vai na contramão daquilo que as autoridades de
saúde e a ciência nos apontam. É certo que estão sendo anunciadas uma série de instruções e
regramentos acerca de como se proteger e se cuidar. Temos dúvidas do quanto as pessoas conseguirão
realizá-las. Mesmo que consigam, será bem difícil que apenas isso contenha o vírus. Fala-se do grupo
de risco, mas não se fala do grupo transmissor que pode ser qualquer pessoa, que nem mesmo
desenvolve sintomas da COVID-19. A Igreja não poderá ser responsabilizada e nem cúmplice da
propagação da COVID-19.
Entendemos que o isolamento social neste momento é o que melhor irá conter a propagação do vírus.
Intenções de missa podem ser marcadas por telefone ou WhatsApp. Dízimo e outras contribuições
poderão ser efetuadas assim que acabar a quarentena ou via deposito bancário (com identificação do
dizimista ou guardando o comprovante para apresentar quando possível).
Estamos todos preocupados com os impactos econômicos desta situação em nossas comunidades e
paróquias. No entanto, não podemos nos precipitar, colocando essa preocupação acima da proteção à
vida, como alguns governantes do país estão fazendo. Arrepender-se será tarde demais! Tenhamos
serenidade e juntos encontraremos meios para sustentar nossa missão. Faremos isso no espírito de
solidariedade, de fraternidade e de corresponsabilidade pela nossa Diocese, paróquias e comunidades.
Continua em vigor o decreto de suspensão de missas, festas, promoções, catequese, reuniões, encontros
e demais atividades de reunião de público. Os padres estarão rezando missa diária sem público. Quanto
possível estamos comunicando e interagindo pelas redes sociais.
Então, entendendo que o relaxamento das medidas de combate à COVID-19 irá multiplicar o índice
de óbitos e o colapso do atendimento hospitalar à saúde dos infectados, os serviços das paróquias e do
Secretariado Diocesano permanecerão fechados até dia 21 de abril, quando teremos nova avaliação e
comunicação. Caso o índice de pessoas confirmadas com a COVID-19 continue a crescer, bem como
os óbitos, então avaliaremos a possibilidade de dar férias coletivas aos funcionários da igreja.
Quanto a alguns outros serviços indispensáveis às casas paroquiais, Igrejas e salões, como a limpeza,
deve-se observar as orientações de higiene da Portaria nº 244, do Governo do Estado de Santa Catarina,
e acompanhar as decisões das autoridades municipais que podem restringir as medidas de segurança.
Que nessa semana pascal, nos mantenhamos unidos, zelosos pela vida, o dom de Deus, com esperança,
serenidade e paz.

Fraternalmente,

Dom Frei Severino Clasen, ofm
Bispo Diocesano de Caçador

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X