“É tempo de cuidar” é destaque em live semanal

Catequese em Família reflete o sacramento da Ordem
30 de julho de 2020
Quinto encontro da Formação Bíblica reflete as bem-aventuranças de Maria
3 de agosto de 2020

“É tempo de cuidar” é destaque em live semanal

No programa semanal “Viver a Fé em tempos de distanciamento social” desta semana, a conversa teve a participação das coordenadoras das Pastorais Sociais da Diocese de Caçador, Karoline Lourena de Almeida e Marilene de Oliveira. Elas falaram sobre as atividades sociais desenvolvidas na diocese por meio da Ação Emergencial Solidária “É tempo de cuidar”, que é uma iniciativa da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e da Cáritas Brasileira e que foi lançada em abril, com o objetivo de promover gestos concretos de ajuda às famílias em situação de vulnerabilidade diante da pandemia do Coronavírus.

Conforme Karoline e Marilene, após um diálogo entre a Cáritas Diocesana, as Pastorais Sociais e algumas entidades foi realizado um mapeamento das ações e demandas. Entre as principais demandas elas destacaram a arrecadação de alimentos, roupas, cobertores, equipamentos de proteção individual, assim como a atenção espiritual e emocional e ajuda no acesso ao auxílio emergencial do governo federal.

As convidadas enfatizaram que as famílias beneficiadas são as que se encontram em situação de vulnerabilidade social. “Famílias com integrantes que perderam emprego durante a pandemia, autônomos, migrantes e catadores de materiais recicláveis”, destacaram.

Com relação à distribuição dos donativos, elas comentaram que a entrega acontece conforme a situação de cada família. “Algumas nos procuram diretamente, pois estão realmente sem comida em casa. Porém, também existe um acompanhamento dessas famílias, feito, por exemplo, pela Cáritas Solidariedade”, explicaram.

Quanto às medidas de segurança adotadas, o uso de máscara, álcool em gel, distanciamento social, contato via Whatsapp para o agendamento de atendimentos, foram destacados. “Em muitos casos as doações são entregues na casa das pessoas evitando qualquer tipo de aglomeração. Também trabalhamos com todo o cuidado para que os voluntários do grupo de risco não fiquem expostos neste momento”, ressaltou Karoline.

A Ação Emergencial Solidária “É tempo de cuidar” não tem data definida de término, sendo possível que se estenda enquanto durar a pandemia. “Os donativos podem ser entregues em cada comunidade local, entidades próximas, ou então, quem quiser fazer sua doação pode entrar em contato conosco, enquanto Cáritas Diocesana e Pastorais Sociais, que daremos o encaminhamento”, informou Marilene.

Campanha para doação de cobertores

Durante a entrevista, foi abordada ainda a campanha “É tempo de ser solidário, o frio não espera” que iniciou no mês de julho, especificamente no município de Caçador, e que tem como objetivo a doação de cobertores durante o inverno. Conforme Karoline e Marilene, apesar de ter iniciado há pouco tempo, a iniciativa que também é ligada a Ação Emergencial “É tempo de Cuidar”, está tendo bastante adesão da população. “A campanha irá se estender até a primeira semana de agosto. Convidamos quem ainda não fez a sua doação para levá-las nos pontos de coleta, que são as paróquias (Cristo Redentor, Nossa Senhora Rainha e São Francisco de Assis), o Supermercado Cereal, o Via Atacadista, o Super Pão, as lojas Via Brasil e a rede de farmácias Usifarma”, destacou Karoline.

Para Marilene, cada um de nós é chamado a fazer a sua parte, tanto como cristãos, quanto como Igreja. “Por mínimo que seja o nosso gesto, somando com outras ações podemos fazer a diferença”, comentou.

“Esse momento e essa campanha nos convidam a olhar o próximo, enxergar na nossa realidade as vulnerabilidades existentes e não nos calarmos diante das desigualdades sociais”, concluiu Karoline.

Acesse o link e assista a entrevista completa:

https://www.facebook.com/diocesedecacador/videos/1694584960707823/?v=1694584960707823

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X