Família e iniciação à vida cristã

transferências
Dom Frei Severino Clasen anuncia transferências para 2020
24 de outubro de 2019
Dom Severino visita Escola Primeiros Passos
28 de outubro de 2019

Família e iniciação à vida cristã

No caminho da iniciação à vida cristã com crianças e adolescentes há um lugar muito especial para as famílias. Entendemos que elas são sujeitos do processo de iniciação e podem oferecer grande contribuição. As crianças, adolescentes e jovens crescem buscando referenciais para sua vida, tanto no contexto civil quanto no contexto religioso. Não é possível caminhar na fé sem o acompanhamento e o testemunho de algum adulto.

A família é chamada a ser lugar de iniciação, onde se aprende a rezar e viver os valores da fé. A educação dos filhos deve ser marcada pelo percurso de transmissão da fé. Aos pais cristãos cabe a primeira responsabilidade pela formação de seus filhos no seguimento de Jesus Cristo (cf. Amoris Laetitia, n.287).

Acontece que nossas famílias experimentam muitas fragilidades e a transmissão da fé se vê prejudicada: pelos horários de trabalho, pela complexidade do mundo atual, onde muitos têm ritmo frenético para sobreviver. Sabemos que nossas famílias têm muita dificuldade para viver e transmitir a fé para seus filhos. Muitos catequizandos se sentem órfãos na sua caminhada de educação da fé.

A iniciação à vida cristã faz perceber que nossas famílias são lugares necessitados de evangelização. É ali que os catequizandos vivem e assimilam os valores fundamentais para suas vidas. Mais do que cursos ou instruções nossas famílias precisam se reencantar por Jesus Cristo. Por isso, é fundamental que “diante das famílias e no meio delas, ressoe sempre de novo o primeiro anúncio, que é o “mais belo, mais importante, mais atraente e, ao mesmo tempo, mais necessário” e deve ocupar o centro da atividade evangelizadora” (cf. Amoris Laetitia, n. 58).

As reuniões enfadonhas, intermináveis, nas quais as famílias não interagem e não são ouvidas devem ser superadas. Não basta também ficar apenas cobrando que “venham à missa”. Precisamos oferecer mais, ouvir mais, ajudá-las a fazer o caminho. Devemos oportunizar momentos celebrativos, mais simples, nos quais predomine o anúncio do querigma, a acolhida na comunidade e a escuta atenta. As famílias fragilizadas e machucadas merecem ser cuidadas e atendidas de forma preferencial.

É por isso que no nosso Itinerário Caminhar com Jesus Cristo, Confirmados na Fé, os pais ou responsáveis possuem momentos próprios, que temos chamado de Vivências. São momentos para que sejam acompanhados, acolhidos e tenham a oportunidade de revisitarem sua experiência de fé.

Acolher, cuidar e anunciar Jesus Cristo são tarefas de toda a comunidade para com as famílias. A iniciação à vida cristã tem nos mostrado que é possível: as famílias são em sua maioria sedentas e desejosas! Que não nos falte o ardor missionário de ir ao encontro de suas necessidades e oferecer-lhes a água viva, Jesus Cristo!

Pe. Márcio Martins Rosa

Serviço de Animação Bíblico-Catequética

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X